Brasil é Prata no Mundial Individual em casa

Uma final empolgante entre a brasileira Fátima Alves e a norueguesa Ellen Hansson marcou o Mundial de Shuffleboard 2017.

Campeões: Ellen Hansson (NOR) e Michael Hirsch (EUA)

No masculino, a vitória ficou com Michael Hirsch (EUA) ao derrotar Stefan Stadtmuller (Alemanha). Entre os brasileiros, a melhor colocação ficou com Imbo Borges, na sexta posição, seguido por Marcos Cardoso, em décimo terceiro.

Durante cinco dias, 64 competidores, provenientes dos Estados Unidos, Canadá, Noruega, Alemanha, Japão, Austrália, além do Brasil, se enfrentaram no ginásio do Centro Esportivo La Salle, em Icaraí, Niterói.

 

Esporte e turismo na agenda
Além das competições, realizadas no excelente ginásio esportivo do Colégio La Salle Abel, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer um pouco da cidade que sediou esse 36º Mundial. O presidente da Associação Brasileira de Shuffleboard, Bernar Borges, preparou uma programação completa. Além dos pontos turísticos, Bernar também apresentou um pouco da culinária brasileira em alguns dos melhores restaurantes de Icaraí e São Francisco.
Na quarta-feira após os jogos na parte da manhã, o grupo iniciou a visita à cidade pelo Teatro Popular Oscar Niemeyer, onde os visitantes ficaram admirados com a vista da Baía de Guanabara. Em seguida o micro-ônibus conduziu o grupo por todos o Caminho Niemeyer até a Fortaleza de Santa Cruz da Barra, onde conheceram a história das fortificações da entrada da Baía de Guanabara.
À noite, os participantes se reuniram no Bistrô do Museu de Arte Contemporânea (MAC) para o jantar do Hall da Fama, onde a presidente da ISA – International Shuffleboard Association, Myrna Bilton, homenageou o jogador do Canadá, John Brown, que entrou para o Hall da Fama por seu empenho em divulgar o esporte nos Estados Unidos há mais de 20 anos.
PARA VER TODAS AS FOTOS DO EVENTO, CLIQUE AQUI!
Escrito por Verônica Martins; revisado/adaptado por Bernar Borges.

Deixe um comentário! | Leave a comment!